Melhorias no Ubuntu Intrepid

#ubuntu, #unix

No Gnome percebi principalmente melhorias na relação de arquivos assinados e criptografados, pois em sua versão anterior para assinar e criptografar era fácil, extremamente fácil, mas para verificar ou descriptografar muito difícil (só pela linha de comando), cogitei criar um script para por no Nautilus, mas a minha falta de utilização para isso fez com que eu não criasse.

O Nautilus, com abas é de deveras ajuda, não para o tempo todo, mas para comparar pastas acho melhor do que abrir várias janelas. No Nautilus só falta o Abrir num Terminal - (nautilus-open-terminal) instalado por padrão.

O Montador de Arquivos é ótimo, faz muito tempo que penso ser uma ótima ideia poder montar arquivos compactados como sendo pastas locais. Enquanto escrevo isso acabou de dar problema nele.

Não recordo que a versão anterior da lixeira restaurava, mas agora ela restaura.

O Leitor de Documentos evince abre arquivos de revistas em quadrinhos (cbr e cbz), facim, facim, ao invés de ser aberto como o Comix, porém quem faz a pré-visualização ainda é o Comix.

“O miniaplicativo alternador de usuários” ficou mais elegante, tem maior integração com o Pidgin, apesar de eu achar desnecessário, e inclui uma “Sessão anônima” que vai quebrar um galho quando alguém vier pedindo para usar meu computador.

O Rhytmbox ainda vem por padrão… meu voto seria para por o Banshee.

O f-spot também vem por padrão, apesar de eu preferir o Picasa do Google, mas sei que não pode ser substituído por este. Como removo o f-spot falta melhorar para configurar a proteção de tela com a visualização de fotos, que por padrão usa o f-spot.

Falta uma versão somente leitura do Synaptic, para que usuários não administradores pudessem ver os programas instalados ou os de possível instalação, ou até mesmo as possíveis atualizações para avisar ao administrador. Já que outros como por exemplo o “Usuários e Grupos” tem esta versão somente leitura. Mas o Synaptic ganhou umas turbinadas, que eu aprovei.

O Terminal gnome-terminal) ainda aparece como “Consola”.