Motivos Linux

#desktop, #linux

Resolvi não separar motivos entre bom e mal, mas sim em tópicos. De qualquer forma você vai querer usar Linux.

O Usuário

O usuário num ambiente GNU/Linux é uma pessoa inteligente, nos outros não? bom, não é bem isso: quando você presume que sabe “mexer” no sistema não implica necessariamente que você saiba “usar” (i. e., de forma adequada), claro que o fato de sair usando um sistema faz com que o aprendizado seja melhor em contrapartida se você apenas ficasse na teoria, mas e se você saísse de carro e o batesse, seria irresponsabilidade sua, isto é lógico, assim da mesma forma funciona aqui. Não é o sistema que faz um bom usuário e sim um bom usuário que faz o sistema.

O Software

Em outros sistemas operacionais a instalação do sistema em si somente é feita por um técnico de computadores, mas no Linux qualquer pessoa pode instalá-lo: apenas pegue um dos muitíssimos “sabores” de Linux coloque na bandeja do drive e reinicie o computador. Muitos “sabores” de Linux vem em Live CDs, i. e., não é preciso fazer grandes alterações no sistema em uso (nenhuma alteração para falar a verdade).

Mesmo desta forma muitos usuários domésticos que tentam reinstalar podem sair prejudicados, pois para uma reinstalação é necessário saber onde estão os arquivos que não podem ser apagados, com isso pode ser difícil saber usar termos técnicos como hda ou sda2.

Na parte de instalação de programas muitos que atualmente usam podem facilmente concordar comigo quando digo moleza: nem precisa saber o nome do programa, basta fazer uma busca em uma ferramente instaladora e marcar para instalação, se tiver os CDs de instalação a ferramente pede o CD, caso contrário, ou se tiver uma versão mais nova, pega direto da Internet.

Mas e se precisar usar um programa que não está no repositório (CD ou Site oficial do “sabor” de Linux): quando nâo tem muitas dependências não tem muito problema, apenas entrar no terminal digite: cd /lugar-onde-baixei ; ./configure ; make ; make install, se as dependências não estiverem no repositório terá somente um pouco (ou exageradamente muito) mais de trabalho.

Mas e se eu for obrigado a usar um programa de outro sistema operacional? por exemplo: Photoshop, neste caso existem aplicações semelhantes, para este exemplo GIMP; e se for um programa que não exista um semelhante? por exemplo: Counter Strike, para estes casos existem programas que simulam outro sistema operacional, Wine, Cedega e Crossover Office, mas mesmo assim você vai precisar de um pouco mais de conhecimento técnico. Para alegria de alguns eu consegui rodar Counter Strike no Linux.

É realmente necessário instalar mais programas quando um sistema já vem com ferramentas de Internet, de Escritório e de Lazer? ao contrário de outros em que precisar instalar o sistema pegar todas as correções (porque não duram duas horas sem isso) e os outros aplicativos?

O Hardware

O hardware ainda não é completamente suportado no Linux. De fato o Linux é um sistema aberto e com isso os fabricantes muitas veses não querem divulgar como seu excelente dispositivo funciona, nem mesmo em forma de binários.

Se ficou preocupado: monitores, teclados, mouses, caixas acústicas, drives de disquete e de CD/DVD funcionam perfeitamente, estes dispositivos são chamados de Plug-and-Play (Coloque e Use) não precisam de instalação e seu padrão é (quase) universal. Continuando com a lista: Pen Drive e outros dispositos de armazenamento externo usb (mp3players, câmeras fotográficas e HDs externos) também funcionam muito bem. Uma terceira parte desta lista inclui as impressoras: pode ter certeza já peguei muitas impressoras da marca HP e consegui usá-la, mesmo em Live CD, falo somente dela porque até agora somente tive oportunidade de usar várias da HP e somente uma da Lexmark (que eu não consegui usar no Linux).

As Configurações

Em si tratando de configuração o Linux sabe muito bem separar configurações de cada usuário, além de ser um sistema altamente configurável.

As configurações a nível de usuário são as mais fáceis de repor mesmo após uma reinstalação, as que dão mais trabalhos são configuração do resto do sistema operacional: impressoras usuários, grupos, …

Posts nesta série

Referências